English Portuguese

Notícias

16 DIAS, 16 REFLEXÕES: Expor a VBG e Repensar as Estratégias de Enfrentamento

No âmbito dos 16 Dias de Activismo Contra Violência Baseada no Gênero. A Rede HOPEM convida-a/o a participou de uma Sessão de Reflexão na quarta-feira, 02 de Dezembro das 18:00 às 19:30, subordinada ao tema: 16 DIAS, 16 REFLEXÕES: Expor a VBG e Repensar as Estratégias de Enfrentamento.

Este será o tópico do encontro, através do qual se pretende reflectir em torno do rompimento com a cultura do silêncio e silenciamento e pensar estratégias de enfrentamento.

TEMA- 16 DIAS, 16 REFLEXÕES: Expor a VBG e Repensar as Estratégias de Enfrentamento

Entrar na reunião Zoom

https://us02web.zoom.us/j/89953726532?pwd=KzZoeG5sdk9henNtOGlWT3ppbFdsUT09

ID da reunião: 899 5372 6532

Senha de acesso: 847832

ID da reunião: 899 5372 6532

Senha de acesso: 847832

Localizar seu número local: https://us02web.zoom.us/u/kbTEwtAvKh

EU E A MINHA ESPOSA CONVERSAMOS MAIS QUANDO PARTILHAMOS AS TAREFAS DOMÉSTICAS

O Senhor Fernando é um professor reformado, e é membro do Core grupo, em Fevereiro do ano em curso beneficiou-se de uma sessão de indução sobre Género ministrada pela Rede HOPEM em parceria com SCI no âmbito do Projecto STAR-G, após o encontro, quando o professor reformado voltou à casa disse a esposa que precisará de cozinhar "Madledlele" com Xima, a mulher e as filhas não acreditaram.

Entretanto, desde esse dia o senhor Fernando sente-se membro de família e não um simples hóspede, segundo apurou a HOPEM, ele têm partilhado tarefas domésticas e isso lhe faz bem.

Senhor Fernando relata que algumas vezes quando os vizinhos lhe vêm a fazer trabalhos de casa chamam-lhe nomes, "pouco me importo com os nomes que me chamam pois, eu e minha mulher, somos amigos e quando partilhamos as tarefas domésticas temos mais tempo para conversar", disse. Tendo referido que quando soube desta Oficina ele ajudou a matrona que por coincidência é a sua esposa, a mobilizar os homens para participar e aprenderem que partilhar tarefas de casa também é ser homem.

16 DIAS DE ACTIVISMO CONTRA VIOLÊNCIA BASEADA NO GÊNERO

16 Dias de Ativismo contra a Violência Baseada no Gênero é uma campanha Internacional de combate à violência contra mulheres e raparigas.

A campanha acontece todos os anos, entre 25 de novembro, "Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres", a 10 de Dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Foi iniciada durante o primeiro encontro do "Women's Global Leadership Institute" em 1991, que se realizou no Center for Women's Global Leadership (CWGL) na Universidade Rutgers.

Em Moçambique os casos da Violência Baseada no Gênero e Uniões Prematuras tendem a se agudizar. Em 2015, por exemplo, 10.518 foram vítimas de vários tipos de Violência com destaque para VBG, contra 2.976, homens, sendo que os casos mais recorrentes associados à VBG, registam-se nas províncias de Nampula, Sofala e Manica.

Cientes deste quadro, durante estes 16 Dias de Activismo, a Rede HOPEM coloca 16 Reflexões em volta da Violência Praticada contra mulher.

HOPEM E SAVE THE CHILDREN UNEM-SE PARA ELIMINAR RELAÇÕES DE PODER QUE PERPETUAM A VBG

No distrito de Guro, Posto administrativo de Nhamassonge,  na província de Manica, no âmbito do projecto "Educação da Rapariga",  financiado pela Save The Children, a Rede HOPEM faz análises das relações de poder por forma a assegurar o desenvolvimento e implementação das estratégias para prevenir,  eliminar e transformar práticas sociais e culturais que legitimam e toleram a Violência Baseado no Género, tais como: Assédio Sexual, a Violência Sexual, Uniões Prematuras e Gravidezes Precoces.

HOPEM PREMEIA ACTIVISTAS COM MELHOR DESENPENHO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Como forma de estimular maior desempenho a nível dos Distritos e sobretudo nas Unidades Sanitárias, onde os Animadores Comunitários encontram-se alocados, desde 04 de Novembro, último dia de capacitação dos Activistas provenientes de dez (10) distritos da Província de Nampula, onde a organização actua, a Rede HOPEM, fez entrega simbólica de Certificados de Mérito para três galardoados.

Destes galardões, a posição do pódio beneficiou ao Activista Teófilo Macedo do distrito Moma, a segunda posição coube a Nacala Porto, na pessoa Américo Movira, e a terceira posição ficou para Eurico Adriano do distrito de Nacala-à-Velha.

Em reação a atribuição simbólica, por unanimidade, os Animadores Comunitários, mostraram -se satisfeitos e prometeram produzirem mais para merecer mais prémios.

Por sua vez, Ester Sumbana, assessora de Género e Juventude da FHI, felicitou aos premiados pelo trabalho, e encorajou-os a trabalharem mais.

De referir que projecto Alcançar, é financiado pela USAID e implementado em  consórcio onde faz parte a Ehale, AJN e Rede HOPEM. Este consórcio é liderado pelo FHI360.

Sobre Hopem

A Rede Homens pela Mudança (HOPEM) é uma entidade sem fins lucrativos, composta por 25

organizações e activistas da sociedade civil moçambicana, que trabalham para a afirmação dos direitos

humanos de homens, mulheres e crianças moçambicanas.

Copyright © 2020 Hopem. Todos Direitos Reservados. Implementado pela © Artexata, LDA

Search